7 dicas: Aprenda a estudar para medicina sozinho

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

A carreira médica é exigente desde o momento que o estudante decide prestar vestibular na área. Por ser um dos cursos mais concorridos, é preciso muita dedicação. Neste post, vamos falar sobre como estudar para Medicina sozinho e aumentar as suas chances de ter sucesso nessa jornada.

Embora não seja uma tarefa fácil, não é impossível montar sua rotina de estudos por conta própria. Para começar, saiba que disciplina, organização e autoconhecimento serão grandes aliados nessa preparação para garantir uma vaga em uma faculdade particular ou pública. Quer conferir mais dicas? Siga com a leitura!

Professora Flávia Cabral GIF

Escolha um lugar apropriado

Feche os olhos por um minuto e imagine como é difícil se concentrar em um ambiente bagunçado, barulhento e desconfortável. Sempre alguma coisa vai tirar a sua atenção, pois é praticamente impossível não ficar incomodado ou distraído.

Portanto, se você tem uma missão importante como estudar para passar em Medicina, tente escolher um espaço que favoreça o seu foco e não o contrário. Pode parecer um conselho “batido” ou irrelevante, mas vai fazer toda a diferença para o seu aprendizado.

O local deve ser organizado, bem iluminado e silencioso. Ter uma mesa e uma cadeira confortável também é importante, já que estudar deitado na cama ou encostado no sofá é capaz de atrapalhar um pouco seu rendimento. Se não tiver essa oportunidade em casa, vale a pena procurar ambientes compartilhados que ofereçam uma boa estrutura e privacidade, como as bibliotecas.

Mais: Fique por dentro das notícias de Medicina

Foque as disciplinas essenciais

A vida do vestibulando não é mesmo fácil, pois são muitos conteúdos a serem estudados, revisados e absorvidos. Afinal, é preciso estudar tudo o que você aprendeu até agora, não é mesmo? Porém, conferir o edital da prova é fundamental para conhecer quais são as disciplinas essenciais — e isso pode variar de um vestibular para outro.

Esse é o documento oficial preparado pela instituição de ensino ou pela organização (no caso do Enem, por exemplo) para informar os candidatos sobre o processo seletivo. Logo, ele contém todas as principais informações que você precisa conhecer. Muita gente acaba deixando a leitura de lado, mas saiba que essa é uma etapa indispensável para o seu preparo.

Inclusive, pode ser que você perceba que nem precisa se dedicar a determinados assuntos e consiga organizar melhor o seu tempo para focar as disciplinas mais importantes.

Resolva exercícios

Conhecer a teoria é extremamente importante para ter embasamento ao realizar as provas. Contudo, não deixe a prática de lado. Os exercícios servem para reforçar o que foi lido nos livros e outros materiais, sem contar que ajudam a evidenciar quais são os seus pontos fortes e fracos.

Isto é, as questões que você não conseguir responder corretamente ou tão rápido mostram que é preciso uma dose maior de empenho. Então, volte ao assunto e revise todos os tópicos para fortalecer essa parte do seu conhecimento.

Outras duas vantagens de resolver vários exercícios na fase de preparação é adquirir um bom ritmo para a prova e conhecer o estilo das perguntas. Para isso, busque edições anteriores das avaliações que você vai fazer e, pelo menos de vez em quando, faça uma simulação do dia do vestibular.

Fique longe de todas as distrações e cronometre o seu tempo. Esse tipo de treino é muito recomendado para aumentar sua eficiência e autoconfiança.

Pratique redação

Não acredite na velha história de que apenas professores, jornalistas, publicitários ou outros profissionais de cursos de Humanas precisam saber escrever bem. A redação é importante para todo e qualquer candidato a uma vaga no Ensino Superior, principalmente em vestibulares concorridos com o de Medicina.

Ou seja, a prática da produção de textos deve fazer parte do seu cronograma de estudos. Se você não tem tanta facilidade com essa tarefa, intensifique seu esforço para adquirir experiência e melhorar a escrita.

Lembre-se também que o seu desempenho na redação não depende apenas de conseguir expor ideias, mas da sua bagagem para argumentar sobre temas diversos. Sendo assim, inclua na rotina diária um tempo para conferir todas as notícias e manter-se atualizado.

Assista a videoaulas

Estudar sozinho tem muitas vantagens, só que esse processo pode parecer um tanto quanto solitário em alguns momentos. Por exemplo, quando você está com uma dúvida e não tem a quem recorrer.

A boa notícia é que a internet não deixa ninguém desamparado. Além de poder trocar mensagens com seus amigos ou com pessoas mais experientes, existe uma infinidade de conteúdos disponíveis para quem está se preparando para o vestibular. Assistir a videoaulas é uma ótima maneira de conferir explicações diferentes sobre um objeto de estudo e receber um suporte extra para estudar aqueles que você tem maior dificuldade.

Defina um horário para estudar

Talvez você não tenha uma rotina tão regular e precise se dividir entre vários compromissos ao longo dos dias. Mesmo assim, tente definir um horário para estudar e “programar” o seu cérebro para aprender naquele período.

Deixar uma programação totalmente livre e desorganizada é capaz de prejudicar sua disciplina e resultados. Melhor ainda se você conseguir aproveitar os momentos de maior produtividade do seu dia. Algumas pessoas preferem começar logo pela manhã, enquanto outras rendem mais estudando até de madrugada.

Se ainda não identificou o que funciona para você, faça alguns testes de acordo com os seus horários livres e depois monte uma agenda com o que deve ser cumprido em cada intervalo. Esse será o seu guia até a data do vestibular e sua prioridade deve ser cumprir todo o planejamento, fazendo o possível para não perder a motivação com o tempo.

Não subestime as matérias que acha mais fácil

Essa é uma dica de como estudar para Medicina sozinho que passa despercebida por muitos candidatos, que acabam reconhecendo sua importância somente depois de cometer algumas falhas na prova.

Ainda que você tenha facilidade com algumas matérias ou com determinados assuntos dentro de uma disciplina, não subestime esses pontos. Faça uma boa revisão para garantir que a sua memória está afiada e que realmente domina os conteúdos.

Sabe aquela ideia de que o jogo nunca está ganho até que termine? É isso. Você vai ver que a insegurança de não saber como estudar para Medicina sozinho é normal, mas começar o quanto antes e focar o objetivo são atitudes que vão contribuir para o seu sucesso. 

@estudacom GIF

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios