Como aproveitar a faculdade para além da sala de aula

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 7 minutos

Sabe aquele pensamento de que quem “faz a graduação é o aluno?” Boa parte disso é verdade, já que o sucesso depende não apenas da qualidade e condições para o ensino, mas também de como os estudantes correm atrás das oportunidades de aprendizado. Então, ao final do curso, vemos formandos recebendo o mesmo diploma, mas com níveis de experiências muito diferentes, o que tem impacto direto na competitividade profissional. 

Levando isso em conta, aproveitar a faculdade de fato gera aprendizados valiosos ― habilidades que se somam à técnica, as quais são de extrema importância para a construção de sua imagem perante o mercado de trabalho.

Como você está chegando na faculdade agora, é importante “se jogar” o quanto antes e fazer dessa etapa um momento incrível da sua vida! Vamos falar sobre esse assunto? Acompanhe as próximas linhas!

A faculdade oferece muito mais oportunidades do que você pensa

Aproveitar de verdade a graduação significa colecionar o máximo de experiências possíveis, para que você alcance o desenvolvimento pessoal e profissional, a fim de construir um currículo de fazer saltar os olhos de recrutadores. 

Mesmo que falte tempo, por exemplo, se precisa trabalhar e fazer faculdade ― caso de milhares estudantes Brasil afora ―, é fundamental organizar-se para aproveitar as oportunidades de ampliação do seu conhecimento além do currículo obrigatório.

Ainda que sua instituição tenha excelência no ensino, é preciso viver experiências práticas que ajudarão você a construir sua postura profissional no mercado trabalho. Isso pode acontecer por meio do seu engajamento voluntário em diferentes projetos e atividades extraclasse. Existem inúmeros exemplos, tais como:

  • cursos extracurriculares;
  • iniciação à pesquisa científica;
  • eventos acadêmicos;
  • participação em grupos de estudos;
  • filiação a diretórios acadêmicos; 
  • estágios dentro da instituição;
  • participação em setores de atendimento à comunidade.

Essas são apenas algumas formas de você começar a trilhar seu caminho rumo à profissionalização, as quais vamos detalhar adiante. Imagine que a vida é como se fosse um grande cordão em que nós vamos tecendo com nossas experiências. Ainda que você mude sua trajetória e decida ir para outro lado, ninguém tirará essa bagagem conquistada por sua iniciativa.

Apenas não se permita colocar empecilhos para aproveitar a faculdade de maneira proativa. Ficar passivo, apenas assistindo às aulas, é um pensamento limitante que poderá dificultar seu futuro profissional.

Inúmeras atividades podem ser desenvolvidas na faculdade

Como dissemos, agora vamos detalhar um pouco cada uma das atividades citadas acima e explicar quais habilidades profissionais podem ser conquistadas com elas, tanto do ponto de vista técnico quanto comportamental. Saiba que esse conjunto de aptidões é cada vez mais exigido para um talento ser reconhecido pelo mercado.

Cursos extracurriculares

Os cursos extracurriculares são importantes para o desenvolvimento de habilidades técnicas correlatas à carreira escolhida. Normalmente são atividades rápidas que acontecem uma ou duas vezes por semana em horário à parte. Eles são importantes para aprofundar temas específico, úteis para o cotidiano profissional.

Iniciação à pesquisa científica

A iniciação à pesquisa científica abre para você a oportunidade de seguir a carreira acadêmica e/ou o ramo da pesquisa. Os programas de iniciação científica tem o objetivo de proporcionar o aprendizado de técnicas e métodos de pesquisa, além de desenvolver o pensamento e a criatividade científicos, por meio das condições criadas pelo confronto direto com as questões da pesquisa. Os alunos sempre são assistidos por um pesquisador qualificado.

Eventos

A participação em eventos da sua área é fundamental para que você comece a ter contato com profissionais renomados e personalidades. Essa é uma excelente maneira de você desenvolver habilidades de comunicação e começar a construir sua rede de contatos profissionais, o chamado networking. 

Para que você entenda a importância dos eventos, alunos que se destacam na realização de trabalhos acadêmicos chegam até mesmo a representar a faculdade em encontros internacionais. Com isso, você também vai aprender como falar em público, montar uma apresentação profissional e lidar com situações adversas, como o nervosismo ou perguntas peculiares da plateia.

Participação em grupos de estudos

Os grupos de estudos são uma excelente forma de intercâmbio de informações. Assim como a pesquisa científica, também aprofundam o pensamento acadêmico e a forma de construção do raciocínio.

Você encontra grupos de estudos em todas as áreas e com os mais diferentes formatos, como:

  • grupos informais de alunos que se reúnem para estudar e fazer trabalhos;
  • grupos sob a orientação de um professor especialista para a discussão de grandes temas;
  • grupos de pesquisa de campo sob orientação de um professor (alunos podem ser seus auxiliares, o que conta como estágio ou horas complementares).

Filiação a diretórios acadêmicos

O diretório acadêmico é uma entidade de representação estudantil, amparado pela Lei nº 7.395/85. Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que tem o objetivo de ampliar a vivência dos alunos na faculdade.

Como uma entidade formal, há estatuto, cargos (presidente, vice, secretário, tesoureiro etc.), programa de atividades e instalações para funcionar. Por meio do diretório acadêmico, é possível engajar-se em grandes projetos, que beneficiam alunos e a comunidade, bem como estreitar o contato com a própria faculdade.

Além disso, fazer parte de um diretório acadêmico é o desenvolvimento de suas habilidades de gestão, trabalho em equipe, relacionamento interpessoal, negociação, entre outras ― tudo que você precisará ter no mercado de trabalho.

Estágios dentro da instituição

Outra forma de obter experiências além da sala de aula é com os estágios na própria faculdade. Eles podem ser voluntários, ter concessão de descontos nas mensalidades ou, eventualmente, ter uma ajuda de custos.

Os alunos podem estagiar em setores da instituição ou em algum órgão ligado ao seu curso. Com isso, adquirem experiência profissional ao atuarem como aprendizes em rotinas diárias, sob a supervisão de professores e funcionários especialistas.

Participação em setores de atendimento à comunidade

Alguns cursos, como Direito, Odontologia, Medicina, Psicologia e Veterinária, têm setores de atendimento à população. Ali, são oferecidos serviços a preços baixos ou custo-zero, e os alunos aprendem a realizar atendimentos, sob a supervisão de seus professores. 

Outra possibilidade é o empreendedorismo. Algumas faculdades contam com empresas juniores, por meio das quais é possível criar projetos e iniciar negócios do zero. Ali, os estudantes aprender a como gerir uma empresa e desenvolvem habilidades empreendedoras, como visão de negócio, gestão financeira, recursos humanos, marketing e comunicação institucional. 

Como você pôde perceber, aproveitar a faculdade significa ir além dos conhecimentos trazidos em sala de aula. Por isso, é importante conhecer os programas de complementação curricular e atividades extraclasse oferecidos para seu curso. Então, converse o quanto antes com os coordenadores de curso e veja quais são as formas de ingresso em tais atividades.

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios