Como melhorar minha capacidade de decisão?

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Minuto Carreira da TV Nube com Henri Cardim

No nosso dia a dia, devemos optar a todo momento. Desde as mais simples, como escovar os dentes, beber água ou assistir um filme, até as mais complexas, envolvendo carreira, família e questões pessoais profundas. Dessa forma, nem sempre é uma atividade tão fácil. É preciso muita reflexão e análise para encontrar a melhor alternativa possível, visando menores perdas ou desafios, seja você um estagiário, aprendiz ou atuante no mercado.

A arte imita a vida

No clássico livro de 1865, escrito por Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas, há um diálogo entre a personagem principal e o Gato de Cheshire. Alice pergunta qual percurso deve seguir para ir embora e o gato responde afirmando depender de para onde ela quer ir. Em seguida, Alice responde com um “tanto faz” e o gato finaliza: “nesse caso, qualquer caminho serve”. Assim funciona a nossa vida, cada escolha individual ou coletiva dita o percurso a ser tomado e traz consigo resultados. Não é como se houvesse certo ou errado, é apenas a de maior sentido para aquele momento.

Escolhas e consequências

Nesses casos, é importante considerarmos os pontos exigidos por tal trajetória. Em algumas situações, é melhor sermos mais racionais e calculistas, principalmente quando envolvemos trabalho, já em outras mais emocionais, o sentimento guia melhor. A chave é a reflexão e análise. Para Henri Cardim, mentor de carreira, professor e palestrante, “decidir é preciso, nem por isso é fácil. Todos nós passamos pelo medo de errar e arcar com as consequências.”

Para te ajudar a ser uma pessoa ainda mais certeira e reduzir as variáveis de erro no seu dia a dia, trouxemos aqui sete dicas:

Como melhorar minha capacidade de decisão? Nube Estágios

1 – Planeje: como o mentor mesmo fala, quando o marceneiro mede duas vezes, ele corta uma só. Ao se programar, as chances de ter um veredito e errar são baixas e você não precisará improvisar quando os problemas acontecerem.

2 – Ouça outras opiniões: não é necessário fazer tudo sozinho, escute amigos, familiares, especialistas, colegas de trabalho, pessoas relacionadas ao tema. Eles podem te mostrar outros pontos de vista e te auxiliar.

3 – Saiba abrir mão: você não vai conseguir algo 100% ótimo ou péssimo, procure o melhor para você e aceite as perdas e ganhos. Infelizmente, não existe apenas o cenário perfeito e, felizmente, não há um só imperfeito.

4 – Limite a abundância: elimine de primeira as possibilidades menos relevantes, isso vai te poupar tempo. Reduza a quantidade entre elas, mantenha apenas aquelas mais agradáveis para você.

5 – Não procrastine: quanto antes você tomar uma atitude, mais fácil será! Não postergue, isso só dificulta o seu processo e acaba atrasando tudo.

6 – Controle suas expectativas: não se deixe levar apenas pelo emocional, tenha cuidado com as os seus medos e desejos. Entretanto, ouvir o nosso coração e nossas vontades mais internas e profundas também pode ajudar, saiba dosar na medida certa o real e imaginário.

7 – Se conheça antes de tudo: para entender as suas preferências, é essencial você se compreender primeiro como ser humano, enxergar suas imprescindibilidades, vontades, falhas e aspirações. Dessa forma, não restarão dúvidas.

O sucesso na decisão

“Não é entre bom e ruim, muitas vezes é questão de fazer uma escolha, mesmo danosa para o seu negócio. É melhor lidar, aceitar os pontos negativos e seguir em frente, porque ficar travado no lugar pode ser uma má decisão.” finaliza o especialista.

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios