Médico empreendedor: conheça as tendências

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Quando falamos de Medicina, logo pensamos na prevenção, no tratamento e no diagnóstico em saúde. Realmente, é um trabalho técnico científico que visa oferecer um atendimento seguro e de qualidade aos pacientes. No entanto, não podemos deixar de lado a figura do médico empreendedor.

Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas a clínica ou consultório funciona como um negócio e precisa de um gestor para que possa ter bons resultados e sair na frente da concorrência — além de atrair um público, mantendo a agenda sempre cheia.

Quer prestar Medicina e ficou curioso sobre essa questão? Então não deixe de conferir nosso post e entenda a importância do empreendedorismo para crescer nessa carreira!

Medico
Empreender para expandir seus horizontes e possibilidades.

O que o empreendedorismo proporciona?

Empreender significa buscar estratégias para fazer um negócio ter lucro, otimizando os processos e melhorando os resultados. Na saúde, esse conceito também deve ser aplicado, afinal, o médico tem a atribuição de gerenciar sua clínica ou consultório.

O objetivo é que ele entenda se essa empresa está tendo retorno, ou seja, proporcionando lucro. Além disso, também é necessário que ele descubra se é preciso fazer mudanças em processos, adquirir novos equipamentos, aumentar a equipe ou firmar parcerias com colegas de outras especialidades. A ideia é sempre pensar em se destacar no mercado, com serviços que ofereçam uma experiência diferenciada para o público.

Em resumo, o médico empreendedor passa a ter uma visão geral desse negócio, com uma compreensão do cenário interno e externo. Com isso, pode pensar em estratégias que vão impulsionar a ascensão dessa empresa, de forma a atrair e também fidelizar os pacientes.

Como ser um médico empreendedor?

Diante de tantas vantagens, surge a dúvida: como se tornar um médico empreendedor? Veja as dicas a seguir.

Adquira noções de finanças

Quando o assunto é o guia de carreira de Medicina, pode ser que muitas pessoas nem relacionem que é preciso entender algumas noções de finanças, mas esse conhecimento é essencial.

Dessa forma, para empreender com segurança, o médico deve manter separadas as contas bancárias pessoal e da clínica para ter organização e um controle mais exato sobre como anda sua empresa.

Outra medida é analisar as entradas e saídas de recursos de sua clínica ou consultório, inclusive de valores pequenos. Estamos falando de fazer o fluxo de caixa, um processo que vai ajudar a entender como estão as finanças, se o negócio está dando lucro, se está ocorrendo algum gasto desnecessário, entre outros pontos.

A boa notícia é que hoje existem softwares que auxiliam o médico e sua equipe nessa questão, gerando, inclusive, relatórios para analisar o desempenho da empresa de tempos em tempos.

Domine novas tecnologias

Nesse ponto, é importante contar com equipamentos relacionados diretamente ao atendimento e tratamento médico, mas também com programas da área administrativa. O médico empreendedor pode utilizar, por exemplo, softwares que integrem os setores da sua clínica, otimizando a comunicação da equipe e os processos.

É necessário também adotar tecnologias para agilizar o cadastro de pacientes, agendamento de consultas e todos os trâmites relativos aos planos de saúde. Portanto, para empreender é preciso estar a par dos recursos digitais para tirar proveito dessas inovações.

Gerencie pessoas

Ao abrir uma empresa de Medicina, como uma clínica, o médico empreendedor tem a oportunidade de exercer a liderança, fazendo a gestão da sua equipe. Nessa posição, é interessante conhecer cada colaborador, delegar tarefas com equilíbrio, manter uma comunicação próxima ao time e saber como dar feedbacks.

Assim, o médico consegue ter uma equipe alinhada aos valores do seu negócio, que vão trabalhar colocando o paciente em primeiro lugar. Além disso, ao ter uma relação de proximidade com esses colaboradores, ele identifica a necessidade de oferecer cursos e treinamentos para aprimorar ainda mais o atendimento.

Esteja aberto para o aprendizado sobre gestão

A faculdade de Medicina dura 6 anos, com aulas teóricas e muita prática em laboratório, sem contar o período de Residência Médica. Então, não é exagero falar que o médico passa muito tempo estudando. Será que ainda há espaço para direcionar a atenção para outros assuntos?

É recomendado que o profissional esteja aberto a entender os principais conceitos e processos do campo de gestão para que seja possível fazer uma boa administração. Para isso, ele pode buscar uma faculdade para empreendedores ou também uma pós-graduação, em cursos de MBA.

É uma maneira de ter uma compreensão mais aprofundada sobre os processos de gestão financeira e organizacional e até de marketing, possibilitando adotar ações para divulgar a clínica ou consultório. Nesse aspecto, é possível apostar nos canais digitais, mas com os cuidados necessários para atender o que exige o Código de Ética Médica.

Faça networking

A última dica está relacionada a construir uma rede de contatos profissionais, que vai ajudar na troca de conhecimento, a ficar por dentro das tendências e a realizar parcerias de negócios com outros médicos. Participar de eventos da especialidade, fazer cursos e saber usar o LinkedIn são ações recomendadas.

Por que ser um médico empreendedor?

Entrar nesse universo da gestão pode não ser uma tarefa fácil para o médico que está acostumado com o aprendizado técnico-científico da área da sua de especialidade. Contudo, o empreendedorismo vai ajudá-lo a construir uma carreira sólida na Medicina.

Isso porque ele passa a entender a concorrência desse mercado, tem uma visão mais clara da atual situação da sua clínica e percebe o que deve fazer para melhorar ainda mais os resultados.

Dessa forma, ele pode direcionar os esforços e investimentos para medidas que vão trazer mais agilidade e organização nos processos, o que vai se refletir na melhoria dos serviços prestados, aumentando a satisfação dos pacientes.

Ter esse entendimento ganha mais destaque em momentos de crise, como o de pandemia, podendo ajudar, por exemplo, a pensar no atendimento via telemedicina.

Apesar de ter como objetivo o cuidado de pacientes, visando à cura de doenças e sua qualidade de vida, a carreira médica pode ser beneficiada com os conhecimentos de gestão. Isso porque o médico empreendedor vai atender os pacientes, mas também buscar meios de elevar ainda mais a qualidade desse serviço, já que usará estratégias para se destacar nesse mercado.

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios