Quer entrar com o pé direito no mercado de trabalho?

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Então, fique atento às dicas!

Ninguém precisa ter o diploma do ensino superior em mãos para se preparar para entrar no mercado de trabalho. É importante fazer isso ainda na faculdade, dedicando-se aos estudos e desenvolvendo uma série de habilidades.

Desse modo, quando o aluno termina a graduação, mesmo que ainda não tenha experiência profissional, conseguiu se aprimorar e buscou vivências que vão fazer a diferença em seu currículo, impressionando os recrutadores.

Quer ficar por dentro de 9 dicas para uma boa preparação, a fim de ingressar com tudo no mercado de trabalho? Confira nosso post!

mercado de trabalho

Foco na qualidade do ensino

A primeira questão para ter uma boa preparação para o mercado de trabalho é escolher uma instituição de ensino de referência, que conte com um corpo docente qualificado e boa infraestrutura e que ofereça uma grade curricular completa e atualizada.

Assim, basta o aluno ter foco nos estudos, participar das aulas e atividades extracurriculares e sempre ter um contato próximo com os professores para tirar as dúvidas que forem surgindo.

Defina metas de desenvolvimento

Comece a desenhar seu plano de carreira desde o primeiro ano do ensino superior: com isso, você tem como traçar as metas que precisa cumprir para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, o que inclui a realização de cursos e participação em eventos, entre outros pontos.

É uma maneira de se organizar pensando no futuro, visto que o aluno pode se preparar para entrar no mercado de trabalho ainda na época da graduação, conseguindo uma vantagem importante em relação aos outros candidatos que vão disputar uma vaga com ele.

Experiências relevantes

Busque atividades diferenciadas para agregar pontos ao seu currículo. A faculdade, por exemplo, trabalha com diversos projetos de extensão que vão proporcionar uma experiência valiosa para o aluno.

Outra sugestão é participar de trabalhos voluntários, o que vai ajudar o aluno a desenvolver um olhar mais crítico do mundo, a entender seu papel como cidadão e, também, a descobrir a importância da solidariedade.

Leia Mais: 8 dicas para processo seletivo em vídeo

Construa um bom network

Muita gente acha que o networking só deve ser feito por quem já está no mercado, mas não é assim: na graduação, o aluno já pode começar a construir essa rede de contatos, mantendo um bom relacionamento com professores, outros colegas e até nas atividades que realiza, como o estágio ou programas de extensão.

Participar de eventos também é importante para conhecer mais pessoas e aumentar seu círculo de contatos profissionais. Ao formar essa rede, o aluno fica sabendo das oportunidades da sua área com mais facilidade.

Invista em diferenciais

O domínio teórico e prático adquirido com as disciplinas da graduação vai ajudá-lo a estar mais preparado para entrar no mercado de trabalho. No entanto, o aluno precisa buscar novos conhecimentos e desenvolver outras competências fora da faculdade.

Idiomas

As empresas exigem que o candidato tenha inglês ou espanhol avançado; então, não deixe de fazer um curso de línguas. Caso não consiga pagar pelas aulas, aproveite os aplicativos que ensinam idiomas de forma gratuita e permitem que o aluno treine um pouquinho por dia. Basta ter disciplina.

Cursos livres

Além dos cursos de línguas, fique de olho em cursos livres, que vão ensinar sobre novos softwares, estratégias ou até mesmo sobre insights voltados para o seu desenvolvimento pessoal. São aulas que podem ajudar com as soft skills, dando um impulso para que o aluno:

  • descubra seus pontos fortes e fracos;
  • melhore sua comunicação;
  • aprimore sua criatividade;
  • invista em seu marketing pessoal.

Explore a estrutura acadêmica

Quando a gente fala em fazer faculdade, logo vem à mente apenas assistir às aulas, fazer trabalhos e provas, mas a estrutura acadêmica de uma instituição de ensino de qualidade pode oferecer muito mais ao aluno.

É importante aproveitar a biblioteca, para explorar a fundo as matérias e as tecnologias dos laboratórios. Realizar as atividades complementares e jornadas científicas, além de participar dos eventos oferecidos, também é recomendado.

Contar com uma instituição de ensino superior (IES) que ofereça um bom suporte na busca pelo estágio é outro ponto essencial para dar aquela forcinha na hora de encontrar a vaga em uma empresa séria.

Atualize-se

O mercado de trabalho, não só para quem é da área de tecnologia, é bastante dinâmico. Por isso, o ideal é que o candidato se mantenha sempre atualizado. Então, não deixe de acompanhar os livros, revistas, artigos e sites voltados para seu segmento de atuação. Participe também de fóruns online, webinars e outros eventos, como palestras e simpósios.

Você vai ficar por dentro das novidades e, ao passar por uma entrevista de emprego, por exemplo, mostra que acompanha as tendências e que pode fazer a diferença para a empresa.

Aproveite seu estágio

Aproveite ao máximo o período de estágio para conhecer melhor a rotina de trabalho e aprender a lidar com os desafios da sua área. Desse modo, busque essa oportunidade mesmo que isso não seja uma exigência para o seu curso.

Demonstre proatividade para participar de diferentes atividades e use essa vivência para aprimorar seu relacionamento interpessoal e comunicação e, também, para desenvolver a inteligência emocional no trabalho. Dessa maneira, você consegue incluir essa experiência em seu currículo.

Crie um bom currículo

Por último, aprenda ainda na faculdade como fazer um bom currículo, de modo a colocar as informações necessárias de uma forma sucinta. Uma recomendação é conseguir reunir as capacitações e habilidades mais importantes.

Além disso, muito cuidado com erros de gramática e de ortografia, que podem tirar pontos do candidato em um processo seletivo. Por isso, leia e releia quantas vezes for necessário para que o documento esteja impecável.

Não perca tempo e coloque em prática as dicas de preparação para entrar no mercado de trabalho desde os primeiros anos da graduação. Independentemente da sua área, a concorrência será grande. Por isso, comece a desenvolver habilidades valorizadas pelas empresas o quanto antes.

Está gostando do conteúdo? Confira mais notícias

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios