Gestão de saúde e auditoria: entenda a importância dessas áreas

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Toda e qualquer organização precisa de uma boa gestão. Logo, não seria diferente com a área da saúde. Nesse contexto, as áreas de gestão de saúde e auditoria são extremamente necessárias para manter a qualidade dos processos e da prestação de serviços.  

O Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, é um modelo de gestão de saúde pública oferecido aos brasileiros. De acordo com dados da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), cerca de 208 milhões de brasileiros são atendidos pelo serviço, gerando 1,4 bilhão de consultas médicas anuais.

Para saber mais sobre as áreas de gestão de saúde e auditoria e a importância de cada uma, continue lendo este artigo!

O que é Gestão de Saúde?

A gestão de saúde é uma estratégia utilizada para gerir, planejar e analisar os processos que envolvem serviços de saúde, considerando questões logísticas e políticas. 

A partir dessas ações, a gestão de saúde busca avaliar as necessidades, mapear problemas organizacionais e criar políticas e soluções para garantir a segurança dos pacientes. Bem como busca aprimorar e otimizar os processos internos. 

Dessa forma, devido à ampla atuação, a gestão de saúde é vista como uma ótima estratégia para evitar riscos, prejuízos financeiros e problemas organizacionais

Para que esses resultados sejam alcançados, a gestão de saúde deve contar com algumas práticas essenciais, como:

  • mapear processos e métricas;
  • manter uma boa comunicação interna;
  • treinar as equipes de acordo com suas funções;
  • acompanhar as atividades e os resultados, dentre outras características. 

Qual é a importância da gestão aplicada na área da saúde?

De modo geral, toda gestão busca aprimorar os processos com o intuito de alcançar melhores resultados. Da mesma forma, a gestão aplicada na área da saúde se faz importante para garantir, por exemplo, um atendimento satisfatório e humano, a boa capacitação e reconhecimento dos profissionais, além de uma análise pormenorizada dos problemas da instituição.

Para melhor visualização, imagine que você, médico, tem um consultório. Apesar de sua função principal ser diagnosticar e tratar os pacientes, você também precisa lidar com uma agenda administrativa, funcionários, compra de insumos e materiais etc. Assim, para que todas essas obrigações funcionem de maneira orgânica, é imprescindível que haja uma boa gestão de saúde. 

Auditoria em saúde

Funcionando como um braço da gestão, a auditoria em saúde também é responsável por manter a qualidade e o bom funcionamento das instituições. Mas como ela funciona? Confira!

O que é auditoria em saúde?

A auditoria em saúde é um conjunto de práticas de checagem, avaliação e controle dos serviços e registros dentro das instituições de saúde. Além disso, ela analisa se determinada clínica ou hospital trabalha de acordo com as normas e os protocolos estabelecidos, utilizando boas práticas profissionais. 

O objetivo da auditoria em saúde é garantir a conformidade dos processos e seus dados com os regulamentos e convenções. Desse modo, a auditoria torna-se fundamental para assegurar a qualidade do serviço prestado e a eficiência da gestão

Essa prática pode ser feita de forma interna ou pela contratação de empresas especializadas. Os planos de saúde, por exemplo, fazem a auditoria em clínicas, consultórios, hospitais, dentre outras empresas que prestam serviços de saúde.

A imagem contém funcionários, entre médicos e assistentes administrativos, em reunião sobre gestão de saúde.
Gestão de saúde e auditoria são áreas que envolvem, acima de tudo, a necessidade de uma dinâmica de equipe organizada e focada.

Quais os tipos de auditoria em saúde?

Os tipos de auditoria em saúde incluem:

  • Auditoria preventiva: analisa os resultados ou as falhas antes que eles aconteçam, com o objetivo de atestar a viabilidade dos procedimentos. Ela pode ocorrer, por exemplo, na compra de um novo equipamento. 
  • Auditoria operacional: examina as atividades da rotina hospitalar, como consultas e atendimentos aos pacientes, para avaliar se elas estão de acordo com as normas estabelecidas. 
  • Auditoria analítica: estuda os dados coletados nas auditorias preventiva e operacional, a fim de traçar um panorama da organização e estabelecer estratégias de aperfeiçoamento. 

Gestão de qualidade em saúde

Aprimorar, otimizar e inovar são as palavras-chave para todas as empresas de todos os setores. E, para conseguir esses feitos, a gestão de qualidade deve ser priorizada, sendo imprescindível para a dinâmica dos sistemas de saúde.

O que é qualidade na área da saúde?

A gestão de qualidade na área da saúde é um conjunto de estratégias para promover a excelência dos serviços e métodos hospitalares e clínicos.

Dessa forma, busca-se capacitar profissionais, assegurar a qualidade dos materiais, promover um atendimento humano e acessível, dentre outras ações que guiem para um sistema organizacional de alto padrão. 

Qual a importância da gestão de qualidade nos serviços de saúde?

Adotar práticas de qualidade é fator fundamental para uma boa gestão de saúde. Isso porque é por meio dessas duas estratégias que o sistema de saúde promove o progresso e a eficiência dos serviços prestados.

Nesse sentido, investir em educação profissionalizante, acessibilidade de informação e novas tecnologias são algumas condições necessárias para melhorar os procedimentos internos e, consequentemente, a satisfação dos pacientes. 

Qual a importância da profissionalização da gestão de saúde?

A função principal do sistema de saúde é zelar pelo bem-estar e pela vida do paciente. Contudo, para que se cumpra essa função, existem inúmeros processos por trás que precisam ocorrer de forma diligente. 

Assim como uma doença não é tratada isoladamente, a visão sistêmica dos procedimentos internos da rotina hospitalar ou clínica é essencial para manter o controle da organização e a qualidade dos serviços.

Nesse sentido, faz-se necessária a capacitação de profissionais em gestão de saúde, qualificando-os para gerir processos e pessoas, avaliar os problemas e as necessidades da instituição, traçar planos estratégicos, dentre outras competências. 

Agora que você já sabe que a gestão de saúde é um campo de estudo em expansão e que ela é essencial não só à saúde do paciente, como também à saúde das instituições, o que acha de compartilhar este conteúdo com outros profissionais que também têm interesse no assunto?

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios