Rotina de estudos para o Enem: como se organizar

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 7 minutos

O ENEM está chegando e com ele o desespero de muitos alunos. Então, para acalmar os ânimos e se preparar para o Enem, é essencial seguir uma rotina de estudos, fazendo um planejamento estratégico que considere tempo, eficiência e resultados.

Sabemos que essa época de vestibular é muito estressante, o que afeta diretamente o rendimento de muitos estudantes. Por isso, a seguir, separamos dicas importantes para que você, vestibulando, consiga organizar seus estudos e alcançar uma boa nota no Enem. Confira!

Como começar a estudar para o Enem?

Quando falamos em criar uma rotina de estudos, é preciso considerar que cada pessoa tem suas particularidades. Dessa forma, não há uma receita mágica de rotina de estudos que funcione para todo mundo. O importante é conseguir organizá-la de acordo com suas facilidades, dificuldades e costumes, respeitando seu tempo e sua capacidade. 

Por outro lado, existem alguns pontos cruciais que precisam ser considerados na hora de montar um plano de estudo para o Enem.

1. Organize seu local de estudo

Ambiente bagunçado, mente bagunçada. É muito importante reservar um local tranquilo, organizado, limpo e distante de quaisquer distrações para manter uma rotina de estudos. Isso porque um local adequado de estudos ajudará na concentração, melhorando o rendimento e o processo de aprendizagem. 

Nesse mesmo contexto, é importante deixar o mundo exterior e suas tentações longe do seu momento de estudo. Por isso, nada de responder rapidinho no Whatsapp ou dar uma olhadinha no Instagram. É preciso ter foco.

2. Leia atentamente o edital

Cada vestibular tem seu próprio edital com critérios específicos. Assim, é necessário que o estudante fique de olho nas informações dispostas no edital do Enem. Esse documento contém informações como as matérias que você deve estudar, os critérios de avaliação, como você deve elaborar a redação, além das regras específicas de aplicação da prova, ajudando você a se orientar melhor quanto à rotina de estudos. 

3. Considere suas dificuldades e o peso de cada matéria

Ao montar uma rotina de estudos, é interessante priorizar os conteúdos que têm mais peso para o curso que você está prestando. Por exemplo, se quer ingressar em Medicina, é muito importante focar em Ciências da Natureza. Por sua vez, se está concorrendo a uma vaga em Jornalismo, é preciso focar em Linguagens e Ciências Humanas. 

Também é importante dar mais atenção às disciplinas que você tem mais dificuldade, reservando um tempo maior para estudá-las durante sua rotina de estudos. Isso porque não é produtivo utilizar horas estudando uma matéria que você domina, por mais que o assunto te interesse.

4. Faça um plano de estudos

Para organizar melhor a rotina de estudos, é interessante criar um cronograma com os conteúdos que precisam ser estudados. Por exemplo, você pode montar esse plano de estudos separando 4 horas por dia para estudar, dividindo as disciplinas por dias da semana.

Nesse ponto também é importante aplicar a dica citada anteriormente, separando um tempo maior para as disciplinas mais relevantes e para aquelas que você tem mais dificuldade.

5. Pratique a redação

No desespero de decorar fórmulas, entender períodos históricos e estudar toda a classificação botânica, muitos estudantes esquecem de um fator determinante para a prova do Enem: a redação. Ela tem metade do peso da prova, portanto, uma boa redação determinará a aprovação do candidato.

Por isso, é muito importante treinar a redação durante sua rotina de estudos, considerando principalmente os critérios do Enem. O recomendado é escrever, no mínimo, duas dissertações-argumentativas por semana, a fim de pegar o jeito desse gênero textual e conseguir uma boa nota. 

6. Faça simulados passados

Existem diversas provas de anos anteriores disponíveis na internet. Fazendo esses simulados, o aluno consegue assimilar o funcionamento do Enem, calcular o tempo que demora para resolver cada questão e, claro, testar seus conhecimentos. 

Como organizar o horário de estudos?

A organização do seu horário de estudos dependerá da sua rotina. Contudo, é interessante ter um horário fixo para estudar. Assim, você acostuma seu corpo e sua mente a manter o foco para aquela atividade naquele determinado momento.

Uma rotina regrada facilita na hora de estudar, mas sabemos que isso nem sempre é possível. Então, o importante é conseguir reservar todos os dias um tempinho para estudar. 

Lembre-se que a qualidade do estudo é melhor do que a quantidade de horas que você passa estudando. Ou seja, é mais produtivo estudar com intensidade e foco por 1 hora do que estudar com distrações e grandes pausas por 4 horas. 

A imagem contém um estudante organizando sua rotina de estudos para o Enem.
Estabelecer uma rotina de estudos para o Enem ajuda você na preparação para o exame.

Quantas horas por dia tenho que estudar para o Enem?

Como dito anteriormente, a carga horária de estudos dependerá de como sua rotina funciona e quais são suas obrigações diárias. 

Além disso, estudar é uma tarefa que exige foco e disciplina, o que pode ser difícil no começo. Assim, para não haver frustrações, é interessante começar estudando por 2 a 3 horas, pegando o ritmo da rotina de estudos com o tempo.

Agora, dependendo do curso e da concorrência, o vestibulando precisa reservar um tempo maior de estudos, fazendo um esforço para estudar por, no mínimo, 6 horas por dia. 

Como dividir os horários para estudar para o Enem?

Se você for um(a) vestibulando(a) que estuda 4 horas por dia, você poderá dividir seus horários pensando no seguinte planejamento:

  1. Separar 2 horas diárias para estudar os conteúdos mais difíceis e com maior peso para o curso desejado; 
  2. Reservar 1 hora para os conteúdos com menor peso ou que o aluno tem mais facilidade;
  3. Por fim, utilizar 1 hora para praticar os conhecimentos, fazendo exercícios e simulados.

Lembre-se que não é apenas de estudos que vive um vestibulando! Descansar também é essencial para um bom rendimento.

Como organizar a rotina de trabalho e estudo?

Trabalhar e estudar ao mesmo tempo pode parecer um grande desafio, mas não é nada impossível. Nesse contexto, é importante separar suas demandas e afazeres entre trabalho e estudos, respeitando o momento de cada uma das atividades.

Isto é, não leve estudos para o trabalho e nem trabalhe enquanto estuda. Isso porque ambas as funções exigem comprometimento e, ao fazê-las simultaneamente, seu rendimento não será produtivo.

Dessa forma, pense no melhor horário para estudar, seja antes ou depois do trabalho. Inclusive, muitas pessoas preferem acordar mais cedo e estudar, visto que esse é o momento que estamos com o cérebro “limpo” e descansado. Contudo, nem todos conseguem madrugar, então preferem estudar após o expediente.

Independente do horário ou da metodologia de estudo, o que trará resultados para o vestibulando é seu comprometimento e a forma como lida com esse período de provas. Então, estude, respire, descanse e faça uma boa prova!

Após saber como definir e manter uma rotina de estudos, o que acha de compartilhar este conteúdo com uma amiga ou amigo que também está enfrentando o período de provas?

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios