Alimentação saudável para o ano que começa? Saía da promessa e coloque em prática!

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Melhor escolha dos alimentos, organização e dicas de conservação podem concretizar essa meta tão desejada e equilibrar eventuais excessos das festas   

Presente na lista de desejos para o Ano Novo de muita gente, uma alimentação mais saudável e equilibrada pode ser a promessa mais simples de tirar do papel e incluir na rotina. Algumas dicas e orientações podem ajudar a fazer melhores escolhas na hora das compras, aproveitar ao máximo os nutrientes de cada alimento, ampliar seu período de conservação e economizar. A contrapartida vem em benefícios, como o fortalecimento do sistema imunológico, melhor controle do peso, maior disposição mental e física e, segundo a Organização Mundial de Saúde, a prevenção contra doenças, a exemplo de diabetes, problemas cardiovasculares, AVC e câncer. 

“De modo geral, vale a boa e velha indicação de comer colorido e beber água”, destaca Érica Blascovi, nutricionista clínica e esportiva e docente de cursos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário UniMetrocamp. “Frutas, vegetais diversos, grãos integrais, leguminosas, sementes, castanhas, laticínios, ovos e carnes – ou proteínas vegetais, no caso de vegetarianos – devem fazer parte da alimentação, salvo houver restrições alimentares, que serão devidamente trabalhadas pelo nutricionista”, enumera.

Érica aponta que nos períodos de festas é comum o consumo excessivo de alimentos gordurosos, doces e bebidas alcóolicas e, por isso, muita gente busca nestes primeiros dias do ano um cardápio mais saudável para a recuperação do organismo, mas alerta que não existem “alimentos detox”, ou seja, que vão desintoxicar o corpo dos exageros. “É necessário haver a consciência dos malefícios desses excessos, mas quem realiza a desintoxicação do corpo é o fígado, com ajuda de outros órgãos, como rins e intestino”, explica. “As reações metabólicas envolvidas processam as substâncias indesejáveis ao organismo para que sejam mais facilmente eliminadas, geralmente tornando-as solúveis em água, para que sejam excretadas na urina e nas fezes”, detalha. “Portanto, o que funciona é mesmo a alimentação equilibrada regular e bom consumo de água”.

A docente do UniMetrocamp ressalta ainda que é preciso cautela quando se trata da elaboração de cardápios com objetivos e restrições específicas. “A prescrição de cardápio é individualizada e só pode ser feita por um nutricionista após minuciosa consulta, levando em consideração dados pessoais do paciente, prática esportiva, doenças preexistentes, uso de medicações e hábitos alimentares prévios”, diz Érica. “Mesmo para aquelas pessoas que desejam perder peso, quanto mais ‘diferente’ e rígida for uma dieta, menores são as chances de sucesso”, esclarece. “Também não se prescreve algo com prazo para terminar se o objetivo é a promoção da saúde. Acredito que conscientizar o indivíduo da importância de incluir na rotina os diversos grupos de alimentos é a melhor forma de garantir hábitos saudáveis e benefícios contínuos”, completa.

alimentos saudáveis
Uma alimentação mais saudável e equilibrada pode ser a promessa mais simples de tirar do papel e incluir na rotina

Confira as dicas da nutricionista para trazer a alimentação saudável para o dia a dia de maneira simples:

  1. Consuma alimentos da estação. São mais saborosos, mais nutritivos e mais baratos.
  2. Frequente a feira do seu bairro, caso haja uma. Os preços costumam ser convidativos.
  3. Pesquise preços antes de comprar. Há locais que costumam ter bons preços de carnes, outros são mais vantajosos para compra de não perecíveis. Ou seja, a economia pode ser boa!
  4. Se você só consegue cozinhar aos finais de semana, organize-se para deixar algumas preparações congeladas. Assim, em dias mais atribulados, basta descongelar o prato pronto.
  5. Nem sempre temos tempo de comprar vegetais diversos, higienizá-los e prepará-los. Nesse caso, você pode ter no congelador vegetais pré-prontos, como brócolis, couve-flor e seleta de legumes. Estes podem ser rapidamente cozidos no vapor ou em água quente.
  6. Não desperdice os alimentos. Comprou uma verdura que está estragando? Cozinhe e congele ou use em preparações como tortas integrais e bolinhos assados. Enjoou dos legumes? Misture no arroz e dê a ele um novo sabor. As frutas estão passando do ponto? Bata com um pouco de água e congele em forminhas de gelo, bastando descongelar para ter um suco fresquinho! 

GOSTOU DO TEMA? SABE MAIS SOBRE OS CURSOS DE NUTRIÇÃO E GASTRONOMIA #VEMSERUNIMETROCAMP

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios