Nutrição esportiva: por que se especializar na área?

COMPARTILHAR
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

A prática de atividade física está diretamente relacionada à qualidade de vida e à busca por determinados resultados. Dessa forma, devido à procura cada vez maior de hábitos mais saudáveis e melhores rendimentos, a nutrição esportiva tem ganhado bastante destaque nos últimos tempos. 

Conciliando o Esporte com a Nutrição, essa área, além de ser essencial dentro de centros esportivos profissionais, também tem grande importância para o bem-estar e para a promoção da saúde

Para compreender melhor as particularidades dessa especialização, a seguir veremos o que a nutrição esportiva estuda, quais seus objetivos e como se especializar na área. Continue a leitura e conheça tudo o que você precisa saber sobre nutrição esportiva!

O que é nutrição esportiva e quais são seus objetivos?

Em poucas palavras, a nutrição esportiva corresponde à união dos conhecimentos de Nutrição com os estudos da Educação Física, ou seja, relaciona a alimentação com a prática esportiva

Isso porque a alimentação e os nutrientes provenientes dela têm influência direta no funcionamento do organismo, interferindo, por exemplo, na quantidade de massa muscular, no equilíbrio metabólico e no condicionamento físico.

Assim, a nutrição esportiva tem como objetivo melhorar o rendimento, o desempenho e prezar pela saúde, variando o método de aplicação de acordo com cada atividade física e com os objetivos do atleta. Afinal, cada esporte varia conforme a rotina de exercícios e a intensidade. 

Apesar dos atletas profissionais serem o principal público da nutrição esportiva, qualquer pessoa que pratica atividades físicas pode passar por um atendimento da área.

Contudo, é muito importante consultar um profissional da área para obter bons resultados e manter uma relação saudável entre alimentação e exercícios. 

O que estuda a nutrição esportiva?

A nutrição esportiva estuda, basicamente, a influência e os efeitos da alimentação saudável no rendimento esportivo. Para isso, há uma interdisciplinaridade entre as áreas de Nutrição e Educação Física.

Assim, o nutricionista esportivo deve ter conhecimento, dentre outros fundamentos necessários para a atuação na área, em:

  • anatomia
  • bioquímica, 
  • fisiologia do exercício,  
  • nutrientes e a relação com a digestão, 
  • sistema imunológico, 
  • suplementos nutricionais, 
  • metabolismo energético. 

Por sua vez, a partir desses conhecimentos é possível avaliar o estilo de vida, os hábitos alimentares, as necessidades físicas e o psicológico do paciente. E, com essa investigação minuciosa, o nutricionista esportivo orienta o atleta a seguir um plano alimentar que esteja de acordo com a atividade física praticada e as metas a serem alcançadas, por exemplo, perda de gordura e ganho de massa magra.   

A imagem contém um profissional da nutrição esportiva dando um aperto de mão em seu aluno.
A nutrição esportiva é essencial para quem quer alinhar alimentação saudável e atividade física!

Qual o papel da nutrição esportiva?

Além de ser essencial para aumentar as potencialidades e os resultados do exercício físico, a nutrição esportiva é importante para o equilíbrio do organismo. Nesse sentido, essa área de especialidade tem papel fundamental na qualidade de vida e no bem-estar físico e mental de atletas profissionais e amadores. 

Isso porque a nutrição esportiva é responsável por:

  • melhorar o desempenho físico, 
  • prevenir desgastes nas cartilagens e nos ossos, 
  • contribuir para a recuperação muscular após o exercício, 
  • manter o organismo equilibrado em relação aos nutrientes necessários etc.

Qual a diferença entre nutricionista esportivo e funcional?

O nutricionista funcional foca na individualidade bioquímica de cada paciente, direcionando o plano de ação de acordo com suas necessidades, hábitos, rotinas e outras particularidades que não envolvem apenas fatores físicos.

Com esse olhar personalizado e focado em cada paciente, a nutrição funcional tem como principal objetivo o bem-estar físico e mental do indivíduo, focando em melhorar sua qualidade de vida e tratar determinado problema relatado pelo paciente.

Por sua vez, o nutricionista esportivo, além de também ter como objetivo a promoção da saúde e da qualidade de vida, tem foco em melhorar a performance e o rendimento esportivo

Para isso, o profissional cria uma dieta de acordo com a atividade física praticada pelo paciente, prescrevendo suplementação específica conforme a rotina de treinos e a carga energética demandada.

Quem pode se especializar em nutrição esportiva?

Antes de tudo, para se especializar em nutrição esportiva, o profissional deve graduar-se em Nutrição e se registrar no Conselho Nacional de Nutrição, órgão que regula o exercício da profissão. 

O curso de especialização em nutrição esportiva costuma durar, em média, um ano e meio, período no qual o profissional verá de forma mais aprofundada tratamentos fármacos, prescrição de dietas e avaliação nutricional. 

Quais os principais locais de atuação do nutricionista esportivo?

O nutricionista esportivo é normalmente vinculado a atletas profissionais de grande rendimento. Assim, ele pode fazer o acompanhamento de um atleta específico, de jogadores e competidores, bem como pode atuar em centros esportivos, sendo contratado pela equipe. 

Além disso, esse profissional tem presença nas academias, consultórios especializados, clubes e também oferece atendimentos particulares e a domicílio. 

Dessa forma, percebe-se que a área de atuação é ampla, alcançando os mais diversos públicos, desde profissionais olímpicos e times grandes até praticantes amadores que buscam melhores resultados. 

Após saber tudo sobre nutrição esportiva, o que acha de compartilhar com amigos e amigas que também têm interesse no assunto?

CADASTRE-SE PARA RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS CURSOS

Informe o seu nome completo
Informe um número de celular válido
Preencha todos os campos obrigatórios